Grupo FCJ une-se à Magnus Consultoria para levar Corporate Venture ao sul do Brasil

FCJ Venture Builder e Magnus

De acordo com o estudo Corporate Venturing Latam: Corporate Giants’ Collaboration With Start-ups in Latin America, publicado pela IESE Business School em 2018, a adoção do Corporate Venturing mais que quadruplicou mundialmente nos últimos anos, e a América Latina é um dos players desse mercado com grande potencial de crescimento, mesmo que a passos menores se comparada a outras regiões do mundo.

Nesse contexto de crescimento acelerado de empresas já consolidadas junto a startups, o Brasil ocupa um lugar de grande importância nacional e internacional. Como exemplo, o mesmo estudo aponta (p. 11) que, em 2018, o Brasil liderou, com 66,2% dos investimentos, todos os estágios de investimento em Venture Capital na América Latina.

E com o objetivo de fomentar e desenvolver ainda mais o ecossistema de inovação brasileiro, o Grupo FCJ, maior rede de Venture Builder da América Latina, une-se à Magnus Consultoria, que é referência em tecnologia e gestão de negócios, para oferecer os modelos de Corporate Venture Builder e Corporate Venture Capital à região sul do país. Saiba mais sobre essa união abaixo!

Inovação no sul do Brasil

O ecossistema de inovação do sul do país — assim como de outras regiões do Brasil — vem proporcionando uma descentralização dos grandes polos de tecnologia e inovação, é o que mostra a 4ª edição do ranking da Open Startups.

Nesse estudo, publicado em 2019, 40 startups foram listadas na categoria “Startups de Tecnologia”, e a região sul ficou atrás apenas de São Paulo, que ainda detém o topo da lista. O estado do Paraná contou com 6 startups, enquanto Santa Catarina e Rio Grande do Sul contaram com 3 startups cada.

Esses números podem parecer pequenos uma vez que foram retirados de um estudo específico, mas a região sul do Brasil desponta como polo de crescimento, inovação e eficiência. Em 2019, por exemplo, os estados de Santa Catarina e Paraná ocuparam o segundo e o quarto lugar, respectivamente, no Ranking de Competitividade dos Estados.

Para complementar esses dados, de acordo com números da Associação Brasileira de Startups (ABSTARTUPS), até o final de 2019, a região sul concentrava 964 startups, 27 polos tecnológicos e 21 parques tecnológicos. A somatória desses fatores aponta o crescimento exponencial da região e mostra como novas oportunidades podem ser alcançadas tanto no cenário econômico quanto no empresarial.

E é nesse contexto que se dá a união do Grupo FCJ à Magnus Consultoria. O objetivo dessa associação é levar para o sul do país os modelos consagrados de Corporate Venture Builder e Corporate Venture Capital desenvolvidos pela FCJ Venture Builder, alinhados à Magnus Consultoria, organização que detém conhecimento e know-how sobre negócios e inovação tecnológica e que atua na região sul há mais de 38 anos.

Dessa forma, médias e grandes empresas da região poderão criar seus próprios modelos de Corporate Venture Builder ou Corporate Venture Capital, tendo como objetivo o crescimento acelerado das organizações, com o auxílio de um modelo inovador e de duas empresas que são referência em inovação, tecnologia e crescimento organizacional sustentável.

Corporate Venture Builder

Corporate Venture Builder é um modelo de inovação que busca aproximar grandes organizações de startups com o objetivo de promover inovação disruptiva a esses negócios. No longo prazo, esse modelo é capaz de gerar transformações radicais em organizações, uma vez que as startups conseguem alcançar esse horizonte disruptivo com mais facilidade que uma empresa já consolidada.

Aqui, as startups atuam para resolver um determinado problema da organização, garantindo inovação, crescimento e superação empresarial.

Corporate Venture Capital

Já no modelo de Corporate Venture Capital, basicamente, as organizações investem ou adquirem startups com o objetivo de que estas agreguem valor a elas. Nesse sentido, as startups complementam os esforços internos da organização e dão acesso a novos modelos inovadores de negócio.

Contudo, mais do que apenas retorno financeiro, o Corporate Venture Capital deve ser visto como parte da estratégia de inovação e crescimento da organização.

Sobre o Grupo FCJ

A FCJ Venture Builder é uma multinacional pioneira no ramo de Venture Builder e, hoje, é considerada a maior rede de Venture Builder da América Latina. Suas atividades tiveram início em 2013, em Belo Horizonte, e a sua expansão foi, e continua sendo, significativa.

Logo FCJ Venture Builder

Com parcerias que permitiram o licenciamento do modelo Venture Builder em diversas regiões do país, hoje o Grupo FCJ é composto pelas regionais FCJ Triângulo, FCJ São Paulo, FCJ Bauru, FCJ Baixada Santista, FCJ BH, FCJ CWB, FCJ Rio de Janeiro e FCJ Vale do Paraíba.

No modelo de licenciamento vertical, o qual promove o desenvolvimento e a conexão de segmentos específicos do mercado à inovação, o grupo conta com Saúde Ventures, Construtech Innovation, Energy Nest, Sky Ventures e 2.5 Ventures.

Já o licenciamento do modelo Corporate Venture abraça iniciativas como Varejo Ventures, Fortune Ventures, Farma Ventures e NovoAgro Ventures, e o modelo de Government Venture Builder conta com o Publicae. Além disso, a StartupWin, primeira franquia de startups, também faz parte do Grupo FCJ.

Em 2020, o Grupo FCJ expandiu ainda mais suas operações. Com o lançamento da FCJ Europe, sediada em Portugal, e da FCJ Finland, o grupo mostra que o seu modelo é validado e viável, tanto financeira como operacionalmente, para o desenvolvimento de inovação, seja no modelo B2B, B2C ou B2G.

Nesse contexto, a FCJ, diferentemente de outras iniciativas de inovação, seleciona startups continuamente para atuar como co-founder e liderar áreas estratégicas, como marketing, financeiro e recursos humanos, deixando os empreendedores livres para desenvolverem suas soluções.

Sobre a Magnus Consultoria

A Magnus Consultoria está no mercado há mais de 38 anos, trazendo soluções em tecnologia e negócios. Seus quatro pilares de atuação são:

  1. Contabilidade;
  2. Consultoria;
  3. Tecnologia; e
  4. Negócios e Investimentos.

Em Contabilidade, a Magnus atua nos subpilares
1) Contabilidade, realizando todo o processo contábil das organizações;
2) Fiscal, realizando a escrituração fiscal e apuração de impostos e contribuições; e
3) Departamento Pessoal, que compreende todas as rotinas da área.

No pilar Consultoria, a organização realiza as Consultorias Empresarial, Societária e de Desenvolvimento Humano Organizacional, e em Tecnologia, a Magnus oferece softwares corporativos que garantem uma gestão mais estratégica.

Já em Negócios e Investimentos, a Magnus busca novos negócios nas áreas de Energia, Imobiliário e Inovações Tecnológicas e auxilia empresas a estruturarem projetos sólidos e inovadores e a levarem suas iniciativas ao mercado.

Com forte atuação em Blumenau (SC) e Curitiba (PR), a Magnus conta com uma equipe especializada e continuamente treinada, que utiliza amplamente as mais novas metodologias e recursos de sistemas de última geração.

Os números apontam que a região sul do Brasil está em amplo desenvolvimento econômico e tecnológico, o que requer que organizações invistam cada vez mais em tecnologia para transformarem suas operações e manterem-se competitivas no mercado. Para isso, você pode contar com as soluções oferecidas pela parceria entre o Grupo FCJ e a Magnus Consultoria. Acesse o site e saiba mais!

Posts relacionados

Deixe umcomentário