FCJ

Novembro Negro: lista de conte√ļdo sobre empreendedorismo, negritude e impacto

Novembro √© o m√™s da consci√™ncia negra, um momento de reflex√£o em n√≠vel nacional quanto √† necessidade de se discutir, constantemente, as organiza√ß√Ķes de poder que h√° s√©culos marginalizam ‚ÄĒ e ainda continuam replicando sua mesma estrutura ‚ÄĒ a popula√ß√£o negra do Brasil.

Neste m√™s, a FCJ Venture Builder vem tratando do Novembro Negro na √≥tica do empreendedorismo e da diversidade √©tnico-racial dentro das grandes organiza√ß√Ķes. Por isso, como parte da campanha, que tamb√©m acontece por meio das redes sociais da FCJ e por uma roda de conversa sobre empreendedorismo negro, listamos abaixo conte√ļdos informativos e iniciativas para voc√™ se aprofundar no tema.

Aproveite para salvar a lista!

Livros

1. O lado negro do empreendedorismo: afroempreendedorismo e black money

De acordo com o site da editora Letramentos, ‚Äúesta obra √© um indicativo claro do movimento dos corpos negros de se colocarem como protagonistas de suas hist√≥rias e de suas teorias e de toda a pot√™ncia que isso comporta‚ÄĚ. A obra demonstra como o empreendedorismo √© fundamental para a liberta√ß√£o, cura e valoriza√ß√£o racial e cultural do povo negro..

2. Desenvolvimento e Empreendedorismo Afro-brasileiro

Criado pela equipe do Projeto Brasil Afroempreender, esta obra apresenta artigos de especialistas em empreendedorismo, desenvolvimento e na quest√£o racial. Indo desde ‚ÄúA for√ßa dos negros no empreendedorismo‚ÄĚ at√© ‚ÄúConsumo e identidade‚ÄĚ, esse livro tamb√©m serve como instrumento de capacita√ß√£o dos empreendedores que participam do projeto.

3. O Empresário Negro: Trajetórias de Sucesso em Busca da Afirmação Social

Por que, 100 anos ap√≥s a aboli√ß√£o da escravid√£o no Brasil, o pa√≠s continuou a apresentar baix√≠ssima participa√ß√£o de negros entre sua popula√ß√£o de empres√°rios, empregadores e empreendedores? Em ‚ÄúO empres√°rio negro‚ÄĚ, busca-se na hist√≥ria e em pesquisas sociol√≥gicas as respostas para essa pergunta.

Podcasts

1. Feira Preta: do empreendedorismo por necessidade à criação do maior evento da América Latina

Nesse epis√≥dio de Do Zero ao Topo, Adriana Barbosa compartilhou sua experi√™ncia como empreendedora, que, assim como muitos, teve in√≠cio por necessidade. ‚ÄúDa experi√™ncia que adquiriu vendendo roupas usadas em feiras veio o desejo de criar algo voltado para a popula√ß√£o negra. Assim nasceu a Feira Preta ‚ÄĒ hoje o maior evento de cultura negra da Am√©rica Latina. Na luta para fazer a feira decolar, Adriana ganhou diversos pr√™mios e foi eleita uma das 51 pessoas negras mais influentes do mundo‚ÄĚ.

2. #BlackMoneyCast

Esse é o podcast do Movimento Black Money, uma iniciativa que tem como objetivo estimular o consumo e a prestação de serviços entre a comunidade negra do Brasil. No #BlackMoneyCast, você encontra episódios sobre afroempreendedorismo, tecnologia, finanças e real diversidade.

3. Os desafios do empreendedorismo negro na odontologia

No 29¬ļ epis√≥dio do Voz Afro, os dentistas Vitor Hugo e Alexandre da Ayo Odontologia falaram sobre empreendedorismo negro, a trajet√≥ria deles desde a faculdade, epis√≥dios de racismo ao longo da caminhada e todos os desafios de se firmarem em um mercado predominantemente branco.

Artigos

1. ‚ÄúEmpreendedorismo social n√£o √© alternativa, √© regra‚ÄĚ, diz Monique Evelle

Em entrevista ao Whow!, a fundadora da plataforma Inventivos, que apoia empreendedores no início da jornada, fala sobre empreendedorismo social, as dificuldades dos pequenos negócios, o não reconhecimento das pessoas como empreendedoras e empreendedorismo negro.

2. UM PUXA O OUTRO: Como rede de empreendedorismo e consumidores negra é formada e ajuda na inclusão no mercado de trabalho

Neste episódio de Ecoa, uma série da Uol, é colocado em evidência o poder das redes de empreendedorismo e como as comunidades vêm se apoiando na geração de renda e de novos negócios.

3. Empreendedorismo negro e de impacto: a import√Ęncia da mulher negra em movimentar a sociedade desde 1800

Pesquisas já mostram que o empreendedorismo negro de hoje já não é tão parecido assim com o de 130 anos atrás. Se antes essa era uma necessidade de sobrevivência, nos dias atuais existem pessoas negras empreendendo por vocação (por um sonho) e por engajamento (no compartilhamento de ideias inovadoras).

Iniciativas

1. FA.VELA

Essa é a primeira aceleradora de base favelada do Brasil e que oferece educação empreendedora e aceleração de negócios e projetos, além de atuar no desenvolvimento de metodologias de ensino, trilhas de inovação e impacto social elaboradas para preparar as pessoas para o futuro do trabalho.

2. PretaHub

PretaHub é o resultado de 18 anos de atividades do Instituto Feira Preta no trabalho de mapeamento, capacitação técnica e criativa, aceleradora e incubadora do empreendedorismo negro no Brasil. Com atividades em todo o país, PretaHub é um hub de inventividade, criatividade e tendência pretas.

3. BlackRocks

Esse √© um hub de inova√ß√£o preto que conecta empreendedores a capital e oportunidades no ecossistema de startups, promovendo o aumento da diversidade racial, atrav√©s de solu√ß√Ķes escal√°veis e rent√°veis, potencializando oportunidades e conex√Ķes transformadoras que fomentem a inova√ß√£o.

4. Black Scale 

Realizado pela Distrito, uma plataforma de inovação aberta, e o Inventivos, uma plattaforma exclusiva de formação de empreendedores, o Black Scale é um programa de aceleração que tem como objetivo apoiar estrategicamente empreendedores negros na jornada de desenvolvimento da sua startup.

Gostou da lista? Ent√£o, compartilhe!

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AssuntosRelacionados